AS PATOLOGIAS ATUAIS NA CLÍNICA PSICANALÍTICA

Você tem dúvidas a respeito de critérios diagnósticos em Psicanálise? Qual a diferença entre a personalidade borderline e a maníaco-depressiva? As relações amorosas viciantes podem ser pensadas como uma forma de adicção? Venha discutir tudo isso conosco.


Início: 08/03/2019.


Orientador acadêmico: Profa. Dra. Kayoko Yamamoto.


Coordenação: Maria Eugênia Fernandes e Rita de Cassia Stelluto.


Corpo docente: Luzia Nelsa de Almeida Winandy, Maria Eugênia Fernandes, Maria Regina de M. Friedmann e Rita Stelluto.


Objetivo: Oferecer um panorama das principais formas de sofrimento psíquico encontradas no trabalho clínico, focalizando a psicodinâmica presente em cada uma sob o vértice psicanalítico. A abordagem teórica envolve os conceitos freudianos e pós-freudianos no sentido de alcançar uma visão atualizada do funcionamento mental.


Aulas: ás sextas-feiras (quinzenalmente) das 10h30 às 12h30 - 8 aulas


Carga horária: 16 horas.


Local: Av. Brigadeiro Faria Lima, 1982, cj 101/102 - São Paulo.


Investimento: 4 x R$180 reais.


Público Alvo: Psicólogos, estudantes e todos aqueles que desejam compreender melhor a natureza humana.


Conteúdo programático:


- O paciente borderline e os estados limítrofe. A condição psíquica intermediária entre a neurose e a psicose. A instabilidade afetiva e irritabilidade. Automutilação e tendências suicidas;

- Os transtornos do pânico e fobias. As crises de angústia e a ação da pulsão de morte. A supressão de funções básicas do self e a ruptura do contato com si mesmo. A autodepreciação e problemas com a auto-imagem;

- A neurose obsessiva e o comportamento compulsivo. Os pensamentos mórbidos, auto recriminações e sua condição debilitante da existência;

- A condição depressiva, melancolia e tendências suicidas na adolescência. Os aspectos autodestrutivos da personalidade.  O comportamento suicida como um pedido de ajuda;

- Formas patológicas de amor e o narcisismo. Relações viciantes e a intolerância à separação. O ciúme delirante. A dependência patológica;

- Pacientes somatizadores. A expressão de conflitos e angústias via sintomas corporais. A ausência de continência mental;

- Transtornos alimentares. Anorexia e bulimia. O culto excessivo ao corpo, distorções da imagem corporal, a auto destrutividade e sentimentos de culpa;

- As adicções. O papel dos impulsos orais no alcoolismo e na toxicomania. A adicção como uma patologia do objeto transicional. A droga como objeto fetiche.



Datas das aulas:

Março: 8,  22.
Abril: 5, 26.
Maio: 10, 24.
Junho: 7, 28.


Inscrições: secretariaapp@uol.com.br ou Tel. e whatsapp: (11) 98895-2722.